BUSQUE A VERDADE

Pages

Google+ Followers

Sem conseguir dormir, decido escrever: "O BOM COMBATE..."

28/08/2014

(Amyla gorda de 'buchuda' na praia à noite, logo após o ocaso) kkkkk



 "O BOM COMBATE..."


Tribulação: ela vem e virá para todos... Mas só os fortes sobreviverão...

Na hora em que um guerreiro se encontra sob ataque é que ele é provado... É que ele prova o amargo dessa vida na esperança de provar o doce futuro; é que ele descobre que não mais vive em cima do muro, que a luz nada tem que ver com as trevas, e que, na guerra contra o diabo, seus anjos e seus intruentos (homens e mulheres usados por ele), não adianta ser bozinho...! - Éssa é a hora que precisamos mostrar que somos guerreiros de verdade... O diabo e seus demônios é quem nos faz sofrer, mas é o Eterno quem nos faz prevalecer e vencer... É, como dissera o apóstolo Paulo, através da nossa fraqueza que o poder de Deus se aperfeiçoa; pois, destarte, aprendemos que em nós mesmos somos fracos, frágeis e dependentes do poder do Deus desconhecido ao qual Paulo pregava para os gentios - nós somos também gentios que, tendo aceito a verdade e salvação, não dezistimos delas...!

O coração dos homens que estão com os corações nas coisas desse mundo estão presos; eles são presos pelos seus desejos e nunca se satisfazem... Porém, os que atentam para Deus, nunca se fiam nas coisas dessa vida (o coração destes não podem ser presos; ainda que sejam enganados; o coração desses estão em tesouros eternos, tesouros depositados onde a traça e a ferrugem não consome, onde os ladrões não podem roubar...)! - ONDE ESTIVER O SEU TESOURO, AÍ ESTARÁ O SEU CORAÇÃO...!

"Sede mansos como as pombas, mas prudentes como as serpentes...!"

O mundo sempre foi uma bela ilusão de coisas mui sedutoras e atraentes...!


Se vivo para Deus, estou morto para mim mesmo e para o mundo; e eis aqui a busca e a vivência da vida verdadeira, cuja esperança ultrapassa os limites do nosso corpo, da nossa alma, do que vemos, do que sentimos, do que sofremos, do que podemos ter, usufruir ou viver...!

A vida para estes tipos de guerreiros (nós), é glória em meio aos sofrimentos - e nisso consiste a nossa loucura: uma loucura sublime, cujo mundo não pode compreender, tampouco viver...!

Graças a Ti, oh, Jah! Para sempre - Deus Eterno e verdadeiro; Deus de Abraão, de Isaque, de Jacó... Deus que o mundo não conhece; Deus que usa as coisas loucas para confundir as sábias e as que não são para confundir as que são...! Em Ti, e somente em Ti, é que está a nossa confiança, a nossa esperança e o nosso descanso...!

Os tolos buscam a glória e não a encontram; porque a glória está em Ti.

Alisson Helmms


Leia Mais

BOMBÁSTICO: A Confederação do Anticristo é ANUNCIADA na Turquia

27/08/2014



Em uma cobertura incrível que só saiu hoje, e que foi publicado em todo o mundo muçulmano, incluindo até mesmo na versão árabe da CNN , o presidente da União Internacional de Sábios Muçulmanos, Sheikh Yusuf al-Qaradawi, que sua união representa o maior corpo de estudiosos muçulmanos em todo o mundo, e em seu nome acaba de anunciar na Turquia, que:

"O Califado na era de hoje deve ser estabelecido através de SÉRIE DE VÁRIOS ESTADOS GOVERNADOS PELA SHARIA, e apoiado por ambas autoridades e o povo na forma de uma federação ou confederação, E NÃO COMO ERA NO PASSADO."

Por isso, a união muçulmana de estudiosos liderados por Qaradawi está estabelecendo a precedência teológica, anunciando que uma confederação futura de nações muçulmanas devem e serão criadas e centrada na terra do califado muçulmano na Turquia.

A entrevista em árabe, que precisamos de tempo para traduzir, pode ser vista aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=9laq2rQZyE4

O que Qaradawi está falando deve ser seriamente observado desde a interpretação da profecia de uma confederação futura de dez nações, uma vez que é encontrada em quatro grandes passagens das Escrituras e é uma questão determinante em qualquer sistema de interpretação profética e são a chave para a perspectiva profética total em relação a esta confederação emergente do Anticristo de diferentes Estados, mencionados em pelo menos quatro grandes passagens das Escrituras (Daniel 2: 31-35, 40-45, 7: 7-8, 19-24; Apocalipse 13: 1-2, 17: 3, 7, 12-16).

Essas passagens, seja diretamente ou por implicação, profetizam uma confederação de dez reinos, que vai ser um aspecto importante da situação política do fim dos tempos.

O que vemos aqui é o embrião começando e o nascimento de uma grande idéia definida por entre Erdogan e o líder espiritual do mundo muçulmano sunita, em que é declarado que essa confederação para o Califado será estabelecido em Istambul, na Turquia, como o centro de todos esses diferentes Estados, que deve ser visto aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=7gcqAqF9CCk

...

Qaradawi está pavimentando o caminho para a Turquia a finalmente invadir o Egito:

"Ele vai estender seu poder sobre muitos países; Egito não escapará. Ele vai ganhar o controle dos tesouros de ouro e prata e todas as riquezas do Egito, com os líbios e Cushitas em submissão. "(Daniel 11:42)

Como dissemos há décadas em nosso livro "Porque eu deixei a Jihad" e depois na "Guerra de Deus contra o terror", que a nova confederação mediterrânica emergente será a "cabeça machucada," o surgimento do "homem doente da Europa", a "besta ferida" que está voltando à vida sob o renascimento do turco neo-otomano. Constitui-se o renascimento do Império Romano, bem como o grego, babilônico, medo-persa e egípcio, completamente.

ESTEJAMOS TODOS EQUIVOCADOS E CRISTO CERTO QUANDO ELE DISSE QUE PÉRGAMO (TURQUIA) E NÃO ROMA, pelo que Cristo estava dizendo sobre a Turquia: "Tu és o trono de Satanás."
(Anticristo)

"Ao anjo da igreja em Pérgamo escreve:. Estas são as palavras daquele que tem a espada afiada de dois gumes. Eu sei onde você mora, onde Satanás tem seu trono. 
(Apocalipse 2: 12-13) "

Por Alfa Luis
Via: Shoebat
Leia Mais

PT se opõe a atividades cristãs: quer proibir Bíblias em centros e clínicas de recuperação de viciados (vídeo)

26/08/2014

Desde quando o Estado laico pode intervir em atividades religiosas ou sobre a opção religiosa das pessoas ou grupo de pessoas e suas atividades pessoais e particulares? Ora, o uso e a leitura da Bíblia não pode ser proibido em repartições públicas como Hospitais, etc. - desde que se respeite o sossego do local -, e muito menos pode intervir em repartições privadas... (Cada qual tem liberdade, segundo a Constituição, de optar por professar e seguir o culto ou a religião que quiser... Lógico que, para seguir determinadas religiões - como o cristianismo -, é imprescindível o uso de livros, como as Bíblias...).


O texto fala diretamente com entidades coordenadas por instituições religiosas
O senador Magno Malta (PR-ES) resolveu usar seu espaço no Plenário para denunciar a decisão do Conselho Nacional de Políticas Sobre Drogas (CONAD) que quer impedir centros de recuperação de incluir religião no tratamento de usuários de drogas.
A decisão foi anunciada recentemente dizendo que os centros coordenados por entidades religiosas não poderão converter os internos para uma religião como condição para seguir o tratamento.

Magno Malta, que sustenta um centro de tratamento no estado Espírito Santo há 35 anos, ficou inconformado com a resolução principalmente quando o texto diz que o Governo Federal destina 85 milhões por ano para auxiliar essas entidades.
“Os meus internos comem da minha música, dos meus direitos autorais”, afirmou o senador que controla o projeto Bem Viver recuperando milhares de usuários de drogas em mais de três décadas.

Na visão do parlamentar a medida, que se dirige exclusivamente para entidades sustentadas por instituição religiosas, é uma medida bolivariana do atual governo que já tentou aprovar o aborto através de uma resolução e ainda aprovou a chamada lei da palmada.

Magno Malta desafiou que o governo mostrasse os usuários de drogas que foram recuperados por eles, dizendo que os conselhos de psicologia e medicina também não recuperam ninguém. “Sabe qual é o remédio? É Deus de manhã, Jesus meio-dia e o Espírito Santo de noite.”

O texto do CONAD, na visão do senador do PR, é uma forma de impedir que o nome de Jesus seja pregado. “Olha que coisa sutil, que coisa bolivariana, que coisa cubana!”, disse Magno Malta ao ler o trecho que fala diretamente para entidades religiosas que são sustentadas por fiéis.

“É mantido por contribuição de fiéis e eles ainda querem barrar!”. O senador não se conformou com o texto que afirma que incluir a religião no tratamento fere a laicidade do Estado. “Não fere a laicidade do Estado patrocinar a marcha gay, não? Não!”, falou.



O parlamentar aproveitou o momento para deixar o documento em seu site e pedir para que o maior número de pessoas acesse para entender o que querem fazer com as casas de recuperação de usuários de drogas, sendo que muitas delas usam a religião para tratar os internos que saem de lá “lavados no sangue de Jesus”.

Magno Malta denuncia resolução da Conad


Leia Mais

“A Monstruosidade de Cristo“ (resenha) - Deus - a "loucura" suprema e mais sábia que há.

26/08/2014


"- Espelho espelho meu; existe alguém louco do que eu?

Sim - respondeu o espelho ao louco tolo:

- Existem pessoas mais loucas e mais sábias do que tu; são aqueles que tentam ser loucos para esse mundo louco..."

***

"Deus é a loucura suprema, eterna e universal que está em todos - pois, como dissera Paulo no Areópago, Nele nos movemos e por Ele existimos -; mas, entretanto, nem todos sentem a necessidade de alcançá-Lo, ou de conectar-se com esse D-eus pessoal, eterno e supremo que também é Espírito..."

Por que Deus é a "loucura" universal?
Simples: Tente compreendê-Lo, você irá ficar louco...
E mais: Deus é loucura para o mundo; e usa as coisas loucas desse mundo para confundir as sábias...
Ora, falar que Deus é uma loucura, em termos tais, não é loucura, mas sim sabedoria...
Ainda mais: da mesma sorte é louca e tola a filosofia sem Deus, pois torna-se vazia.
(A FILOSOFIA SEM DEUS É UMA BUSCA VAZIA POR COMPREENDER A SI MESMO, ÀS PESSOAS, OS ACONTECIMENTOS E O UNIVERSO...)

***
“De que maneira o teológico e o material podem se unir para consolidar uma resistência ao niilismo capitalista?”

O livro “A Monstruosidade de Cristo“, publicado pela editora Três Estrelas neste ano de 2014, vem para colocar um tempero que faltava e mostrar que o buraco é muito mais embaixo do que os biólogos e neurocientistas acreditam que é. Confira em:


1978707_563493100430585_2715310491431427165_nNo começo dos anos 2000, logo depois dos atentados de 11 setembro em Nova York e da invasão do Iraque, se popularizou uma série de livros escritos por cientistas, filósofos e outros pensadores a respeito da validade e utilidade da religião, condenando-a fortemente. O Islã seria a manifestação máxima de que as coisas não estavam indo bem, já que seria a religião dos muçulmanos a causadora do fundamentalismo terrorista (ledo engano).
“Deus, um Delírio”, de Richard Dawkins; “A Morte da Fé”, de Sam Harrys; “Deus Não é Grande”, de Christopher Hitchens e outros se tornaram verdadeiros fenômenos do neo-ateísmo e de vendas. O primeiro citado se tornou uma verdadeira bíblia para os religiosos às avessas, mas todos eles infelizmente se limitam numa discussão pra lá de superficial: biologização da vida social, ingenuidade quanto à fenômenos políticos e econômicos, positivismo exacerbado e uma ode a favor da razão num versão do Iluminismo 2.0 que esconde todos os males da tecnocracia. É engraçado ver como alguns desses pensadores ditos seculares, que afirmam defender a liberdade e a democracia, apoiaram ações deploráveis de intervenção militar que seriam supostamente para permitir que a liberdade e a democracia continuasse a existir, mesmo que seja empurrada goela abaixo com tanques e balas.
Outro fator que desmerece as obras citadas é a ausência da essência que define um debate: as partes devem estar dispostas a ceder num ato dialético, caso contrário o que se tem não é um debate, mas sim uma afirmação desenfreada dos pontos de cada um que finda por não gerar nada além de uma incomensurável perda de tempo.
O livro “A Monstruosidade de Cristo“, publicado pela editora Três Estrelas neste ano de 2014, vem para colocar um tempero que faltava e mostrar que o buraco é muito mais embaixo do que os biólogos e neurocientistas acreditam que é. Temos, de um lado, o filósofo, psicanalista e teórico social Slavoj Žižek, que se define como um “ateu total” e tem se destacado como um dos maiores pensadores da atualidade; do outro lado temos o filósofo e teólogo John Milbank, conhecido por fundar o movimento Ortodoxia Radical, que considera a teologia como um ramo privilegiado do conhecimento.
Questões éticas, morais, ontológicas, políticas e filosóficas se unem em textos bastantes divergentes entre os dois, na busca de uma resposta para a pergunta que o organizador da obra, Creston Davis, propõe: “De que maneira o teológico e o material podem se unir para consolidar uma resistência ao niilismo capitalista?”
Ao contrário dos livros já supracitados que precedem este debate, a obra não é de fácil digestão, o que já demonstra sua densidade e seriedade. Não que palavras sofisticadas não possam ser usadas para tornar um texto mais difícil de se compreender do que de fato ele é (muitos fazem isso), mas em “A Monstruosidade de Cristo” percebemos que não é um mero jogo de palavras pomposas; o nível de discussão é outro complemente diferente, que aponta para a complexidade do tema que poucos tiveram capacidade de domar. Às vezes pensar é um trabalho pra lá de custoso e dolorido.
O que resta é uma boa mistura daquilo que pode ser considerado como teoria radical do século XXI, onde a religião possui um legado incomensurável como instrumento emancipador, e que somente a luz de um olhar sem fronteiras disciplinares é que podemos enxergar o quão longe ainda somos capazes de alcançar em algo que já se dizia estar resolvido.
Deus está morto? Talvez.
Leia Mais

Você já pecou hoje? - Debate no estilo presidencial! Hoje, às 23hs, no Vejam Só!

26/08/2014


O pecado é um substantivo que define toda e qualquer desobediência a vontade do Criador. Desde o começo da vida do homem ele tem sucessivamente pecado.
Adão e Eva dão início através da desobediência no Éden (Gênesis 3.6), Caim mata Abel (Gênesis 4.8), os hebreus adoraram um bezerro de ouro no deserto (Êxodo 32.7), o Apóstolo Paulo nos lembra aqueles que não herdarão o reino dos céus, (1 Corintios 6:9-10) além de tanto outros lembretes nas Escrituras de como devemos nos apartar do pecado e de suas obras.
"Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor."
Romanos 6:23
Entretanto, no exemplo de Cristo, que fez-se homem (Mateus 1.18), e nunca conheceu o pecado. Tendo-lhe em base seria possível, obviamente depois de sua morte e ressurreição, nós seus filhos, pararmos totalmente de pecar ainda em vida terrena?
"No dia seguinte, João viu Jesus aproximando-se e disse: "Vejam! É o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!" João 1:29
Segundo as Escrituras, mesmo com nossa natureza pecaminosa, é possível deixar de pecar?
“eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo” (Gn 4:7).
Não perca o debate no estilo presidencial! Hoje, às 23hs, no Vejam Só!
Leia Mais

As pérolas jogadas aos porcos - A emancipação e valorização da mulher pelo cristianismo.

26/08/2014

As pérolas jogadas aos porcos


Nada é tão terrível quanto um tesouro afundado em um lamaçal. Nada é tão péssimo quanto a corrupção das coisas santas.
Não existe nada mais terrível que ver um grande tesouro afundado em um denso lamaçal. Por isso a advertência do Evangelho: "Não lanceis aos cães as coisas santas, não atireis aos porcos as vossas pérolas" [1]. A pérola é algo muito precioso. A simples razão ensina ao homem que aquilo que é precioso deve ser guardado, tratado com bastante zelo e cuidado. Aos porcos, lança-se lavagem, não pedras preciosas; aos porcos, lançam-se as sobras, não aquilo que se tem em alta conta.
No mundo antigo, no entanto, certas pérolas jaziam afundadas na lama e foi o Cristianismo, com a verdade de sua doutrina e o vigoroso testemunho de seus adeptos, que recuperou a razão e a justiça então obscurecidas pelos pecados dos homens. Em tempos como os nossos, em que um malfadado feminismo prega ódio e desrespeito à religião, nada melhor que lembrar o respeito e a dignidade que a religião cristã devolveu às mulheres "em sua condenação do divórcio, do incesto, da infidelidade conjugal e da poligamia" [2].
O Império Romano foi escolhido por Deus para presenciar a "plenitude dos tempos" [3]. Era o ambiente apropriado para a visita de um Senhor preocupado mais com os enfermos e pecadores que com os saudáveis e justos [4]. De fato, a situação em que aí se encontravam os homens – e principalmente as mulheres – era degradante. As leis e escritos da época pressupunham "o direito de abandonar os filhos do sexo feminino" e a "a prerrogativa [dos homens] de determinar às esposas e amantes que praticassem o aborto" [5]. Uma sociedade permissiva como a antiga – em que o divórcio era plenamente acessível e a poligamia amplamente praticada – dava à figura masculina poder de subjugar as mulheres, tornando-as mais escravas que seres humanos de verdade.
Assim se encontrava o mundo antigo – com louváveis exceções, verificadas num e noutro lugar – até a chegada de Cristo. Com Ele, que, no seio do Pai, escolheu uma mulher para ser a mais virtuosa criatura que a terra viria a conhecer; com Ele, que, ressuscitado, apareceu primeiro a mulheres [6]; com Ele, que, pela boca de São Paulo, abolia todas as distinções entre as pessoas – já não havia mais "judeu nem grego, nem escravo nem livre, nem homem nem mulher" [7], mas todos eram um só em Cristo; com Ele, restaurou-se a esperança à feminilidade então tão suja e obscurecida pelo pecado e pela vileza humana. Historicamente, é inegável: "a mulher em si mesma (...) nunca foi tão exaltada como no cristianismo" [8].
A tradição cristã impregnou na cultura ocidental a consciência de que a mulher é muito mais que seus atributos físicos e naturais; que a mulher não é um pedaço de carne a ser idolatrado, mas um todo de humanidade através do qual é possível vislumbrar a eterna beleza do Criador. Ainda hoje, mulheres que aceitaram a doutrina cristã sobre a modéstia dão testemunho da leveza, da delicadeza e da simplicidade da autêntica beleza feminina.
"[A mulher] tem outras belezas muito mais excelentes e nobres: a beleza da sua inteligência, a beleza dos seus sentimentos e, sobretudo, a beleza da sua virtude e do seu caráter. Não se pode prescindir desta beleza espiritual, sob pena de rebaixar e degradar a mulher à condição vil dos irracionais. Seria o mesmo que entregar uma criatura humana, a pretexto de que é composta de carne e ossos, aos cuidados e ao laboratório do veterinário" [9].
Por isso, não é possível olhar para certas reivindicações de movimentos ditos "progressistas" senão com ceticismo e vergonha. Feministas que vão às ruas pelo direito de ser "vadias" ou que se proclamam "prostitutas" [10] podem estar fazendo o que for, menos defendendo a dignidade da mulher. Rebaixar-se à disposição aparentemente "livre" dos próprios corpos – como se fossem apenas matéria –, expor totalmente as próprias pernas e partes íntimas ao público – como se fossem pedaços de carne num açougue –, pedir o "direito" de matarem os próprios filhos que são concebidos em seu ventre – como se esses fossem mera "extensão" de seus membros –, não só é desconsiderar o alto valor que têm as mulheres – muito maior que o preço das pérolas e das joias mais caras! É como entregá-las "aos cuidados e ao laboratório do veterinário"; é transportá-las ao nível dos animais; é, real e lamentavelmente, lançá-las aos porcos.
Marcha das vadias
O que querem essas senhoritas – que dizem "representar" as mulheres – é a volta à Antiguidade, no mais horrível e decadente de seus aspectos; a volta ao aborto e ao infanticídio, ao divórcio e à poligamia, à degradação sexual e à permissividade dos costumes... na ilusão de que tudo isso as liberte. Só que a história é uma grande mestra: esses instrumentos que as feministas de hoje consideram "libertadores" são, miseravelmente, as mesmas armas que as prenderam à escravidão noutros tempos. Não as tornam "mais mulheres"; au contraire, colocam-nas abaixo de sua própria natureza e vocação; lançam-nas, terrivelmente, aos cães e aos porcos.
Corruptio optimi pessima est, diz um adágio latino. A corrupção dos ótimos é péssima, a corrupção de quem deveria, por sua alta dignidade, ser melhor, é ainda pior que as outras corrupções. A corrupção da mulher, pelo feminismo, deforma-a a ponto de torná-la irreconhecível... como uma pérola escondida em um chiqueiro, como uma joia cujo brilho é ofuscado por uma porção de lama.
Ainda hoje – e especialmente hoje –, ressoam firmes as palavras de Cristo: "Não lanceis aos cães as coisas santas, não atireis aos porcos as vossas pérolas". Que as mulheres tomem consciência do grande dom e do alto valor que possuem – e correspondam com coragem à sua dignidade.
Fonte: https://padrepauloricardo.org/blog/as-perolas-jogadas-aos-porcos?utm_content=buffere7968&utm_medium=social&utm_source=facebook.com&utm_campaign=buffer

Leia Mais

O que é casamento aos olhos do Criador? - A verdade que não te contaram no sistema religioso (vídeo)

26/08/2014


Infelizmente, o diabo criou tudo que foi forma de engano para aprisionar as pessoas, e uma delas, acredite se quiser, foi a cerimônia de casamento em igrejas.



Leia Mais

Noite de núpcias - As noivas e o sexo: nossa cultura nos ensina um monte de lixo sobre sexualidade... (bons livros para casais cristãos)

26/08/2014




Especial Recém-Casados - O Sexo para a Noiva

A Idéia de ter a primeira relação sexual com a pessoa amada é realmente emocionante, mas ao mesmo tempo é um pouco assustadora, por ser uma experiência nova.
Aqui estão alguns comentários e idéias que devem tornar a noite de núpcias um pouco mais agradável.
Controle de natalidade
Decida antes de se casar que tipo de controle de natalidade usará (se for usar, claro). Diafragma, anticoncepcional, preservativo, ou outros. Se preferir consulte seu ginecologista e questione qual o melhor método para você.

Coisas agradáveis para se ter por perto na hora H
Tenha um pouco de lubrificante. Mesmo que você ache que sua lubrificação natural é boa, para a primeira relação sexual é uma boa idéia usar um pouco de lubrificante, por ser a primeira relação sexual você poderá ficar tensa/nervosa e isso prejudicará a sua lubrificação natural. Escolha um lubrificante à base de água. 
Tenha uma pequena toalha consigo. A quantidade de umidade é relativamente pequena, mas tende a se espalhar um pouco.
ExpectativasNossa cultura nos ensina um monte de lixo sobre a sexualidade. O pressuposto é que o sexo vai ser fácil, natural e cheio de êxtase desde a primeira vez. Eufórico, talvez, mas o sexo como tudo, tem de ser aprendido. Você pode saber o básico, mas para descobrir o que você realmente gosta leva tempo e experimentação. Ter uma boa vida amorosa é uma jornada, não um destino.
Desenvolva uma vida sexual saudável
Nossa cultura tende a ensinar as mulheres que o prazer sexual é para os homens, que "garotas legais não gostam" ou que o sexo é algo sujo. A Palavra deixa claro que Deus criou homens e mulheres para desfrutar do sexo e que gostar de sexo é normal e saudável. 

OK, tudo isso é muito bom, mas o que acontece na noite de núpcias? 
O Pênis - Se você nunca viu um pênis antes (trocar fraldas não conta), à primeira vista, pode ser um pouco intimidante. Um pênis adulto pode parecer um pouco grande. Você deve estar querendo saber como que vai se encaixar. Será que cabe? Não se preocupe. Deus criou o seu corpo e ele é projetado para acomodar o membro sexual masculino. Durante a excitação a vagina vai se estender e inchar um pouco, haverá a lubrificação, o que permite uma melhor receptividade do pênis e dos seus movimentos durante o ato sexual.
Seu Corpo – Geralmente há preocupação a respeito de dor na primeira relação sexual. Isso é normal, não foque tanto nisso. 
O hímen é uma pequena membrana que cobre parcialmente a entrada da vagina. Quando o pênis do seu marido entra em sua vagina ele se rompe, e por vezes há sangue. A ausência de sangue não significará que você não é virgem. Significa apenas que não houve ruptura significativa. Durante o ato a maioria das mulheres sente uma leve dor ou desconforto (certamente não pior do que uma cólica menstrual). 
Em sua lua de mel não se esqueça de utilizar o lubrificante, facilitará muitos as coisas. E peça para seu marido ir com calma, lentamente, permitindo que os músculos e tecidos de sua vagina relaxem e acomodem suavemente o pênis. Você pode ajudar a controlar o ritmo do marido.

Orgasmo - Para as mulheres, o orgasmo pode ser um pouco mais complexo. Por causa da brevidade da primeira relação sexual, e porque a maioria das mulheres não têm uma boa compreensão de seus próprios corpos, é bastante normal que as mulheres não alcancem o orgasmo na primeira relação sexual. Vai levar tempo e experimentação. Procure conhecer o seu corpo e descobrir o que gosta.
Mas o que eu faço durante o sexo?
Durante a relação toque-o, beije-o, diga o quanto você o ama, e desfrute da proximidade entre vocês. Relaxe o máximo possível, permita-se. Você também pode levar algum tempo, e algumas relações, para se concentrar no que está sentindo fisicamente, e com o tempo descubrirá o que é excitante para você.
Conselho Geral
Conheça seu corpo e deixe seu marido conhecer também. Diga a ele o que você gosta e o que você não gosta. E também pergunte a ele (se ele não lhe diz) o que ele gosta e não gosta muito. Tenham paciência um com o outro e estejam dispostos a falar abertamente. Lembre-se esta é uma longa jornada e você tem tempo de sobra para aprender e explorar.
Fonte: http://www.paraevangelicos.com



***

Baixe um bom livro:




Sinopse
 
Uma das mais respeitadas obras sobre relacionamento sexual. Esclarece dúvidas que muitos de nós temos, numa abordagem séria e confiável.

O livro mais completo que conheço sobre a beleza do amor sexual; um livro que parte de princípios ensinados na Palavra de Deus. As perguntas que mais preocupam são respondidas com informações precisas e explícitas. Os problemas comuns também são esclarecidos de forma bastante objetiva e prática.
Dr. Jerry Stanley Key
Professor de Homilética e Religiões
Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil

É o livro que faltava no meio evangélico, para desfazer tabus, preconceitos e ignorâncias. Coloca o tema dentro da real perspectiva bíblica e da necessidade prática. Os lares cristãos vão melhorar!
Pr. Reuel P. Feitosa
Diretor, Desafio Jovem Peniel

***

Esse eu já li; comprei uma vez - por curiosidade - em uma livraria evangélica aqui na cidade do Iguatu-Ce; muito bom:




***



Há vida nesta cama. Visão que ela tem dele: Ct 1:16 “Eis que és gentil e agradável, meu amado, nosso leito é viçoso.”A delicadeza com que ele a trata, faz com que ela lhe ofereça um bom sexo.Visão que ele tem dela: Ct 6:8 “Sessenta são as rainhas, e oitenta as concubinas, e as virgens sem número. Mas uma é a minha pomba, a minha imaculada... “Salomão está dizendo é que existem muitas mulheres desejáveis, mas que a mulher dele, a sulamita, é única, a mulher dos seus amores. 



***

SEXO ENTRE NÃO CASADOS   


   Apresentarei os requisitos bíblicos que condenam a prática sexual fora do casamento, ou seja, que limitam a intimidade sexual ao matrimônio.

   Gênesis 2.24 diz que homem e mulher se tornam uma só carne quando se casam, ou seja, quando deixam pai e mãe e vão viver juntos. A prescrição divina para o casamento é de um só homem e uma só mulher unidos pelos laços do casamento. Não há como admitir a relação sexual, que é a maior intimidade entre um homem e uma mulher, sem que haja o mútuo compromisso, diante de Deus e dos homens, de consolidação da vida a dois.

   A simples intenção de casar-se, ainda que com o vínculo do noivado, não abre a possibilidade para que os enamorados iniciem, já, a prática sexual. "Deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e SERÃO OS DOIS UMA SÓ CARNE". Aqui está a consumação do casamento.  Somente mediante o matrimônio homem e mulher tornam-se uma só carne, e assim podem desfrutar das delícias do ato sexual.

   Houvesse a exceção para o sexo livre, estaríamos diante de uma situação em que o homem, bem intencionado, praticaria o sexo com sua namorada. Passado algum tempo, se o casamento, por qualquer motivo, não se efetivasse, ele passaria a namorar outra moça com as mesmas “boas” intenções, e também praticaria sexo com esta. Não é outro o costume da sociedade depravada.   

   Em Cantares 4.12, lemos: "Jardim fechado és tu, irmã minha, esposa minha, manancial fechado, fonte selada".  Nota da Bíblia Estudo Pentecostal: "As três figuras de linguagem deste versículo salientam a verdade de que a jovem sulamita permaneceu virgem e sexualmente pura até casar-se. Manter a virgindade e a abstinência sexual  é o padrão bíblico da pureza sexual para todos os jovens, do sexo masculino e feminino. Violar este padrão santo de Deus é profanar o espírito, o corpo e a consciência, e depreciar o valor do ato da consumação do casamento". (cf Ct 2.7; 3.5). 

   Jesus disse: “Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo: Qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração já cometeu adultério com ela” (Mt 5.27-28).   Jesus referiu-se à mulher com a qual o homem não é uma só carne.  Qual seria a intenção impura?  A intenção de com ela praticar o ato sexual. Nesta palavra estaria aberta a possibilidade de o homem fazer sexo com a sua namorada?  Nem com a sua namorada, nem com a mulher de outro homem. 

   O entendimento é que a proibição do adultério (Êx 20.14) abrange a imoralidade e todos os demais pecados sexuais. O adultério era punido com pena de morte (Lv 20.10; Dt 22.22).

   O adultério acarreta conseqüências permanentes e graves (2 Sm 11.1-7; 12.14; Jr 23.10,11; 1 Co 6.16-18); o adúltero levará o opróbrio disso por toda a vida: “O que adultera com uma mulher tem falta de entendimento; o que tal faz destrói a sua alma; açoites e ignomínia encontrará, e o seu opróbrio nunca se apagará” (Pv 6.32,33). 

   A imoralidade dentro da igreja não pode ser tolerada: “Já por carta vos escrevi que não vos associeis com os que se prostituem” (1 Co 5.1-13).

   “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas. Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo, mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo” (1 Co 6.12,18).

   Em Atos 15.29, em algumas versões da Bíblia, aparece a palavra fornicação: “Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da fornicação; destas coisas fareis bem se vos guardardes. Bem vos fará”. De acordo com o dicionário da Bíblia On-line, fornicação significa relações sexuais ilícitas. 

   Conforme o dicionário Aurélio, fornicar significa “praticar o coito; copular”. Deus não iria proibir a prática sexual entre casados. A fornicação se estabelece entre não casados. Namoro não é casamento.

   “Nenhum homem se chegará a qualquer parenta da sua carne para descobrir a sua nudez” (Lv 18.6-30; 20.11,17,19-21). A única interpretação que podemos fazer desses versículos é que proíbem “descobrir a nudez” ou “ver a nudez” de qualquer pessoa a não ser entre marido e mulher legalmente casados. Tal proibição inclui, também, as carícias íntimas, ainda que não consumado o ato sexual propriamente dito. 

   O “domínio próprio” faz parte do fruto do Espírito, “e os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências”. Entre as obras da carne estão a prostituição, a lascívia e a impureza (Gl 5.19-24).

   Vejamos alguns exemplos de tradução da palavra grega porneia”:

Prostituição – “Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: a prostituição, a impureza, a paixão, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria; por essas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência” (Cl 3.5-6. V.1 Ts 4.3; 2 Co 12.21; Mt 15.19).

Impureza – “Fugi da impureza [prostituição]” (1 Co 6.18; Ef 5.3). 

Relações sexuais ilícitas, uniões ilegítimas, imoralidade sexual, prostituição - Dependendo da versão utilizada, a palavra porneia é traduzida dessa forma. A Bíblia de Jerusalém usa a expressão “uniões ilegítimas” nos versículos de Atos 15.20, 29; 21.25.  Em Mateus 5.32 e 19.9, usa o termo “fornicação”.

   Deus considera legítima a prática do sexo entre namorados, sem o vínculo conjugal? Vejamos o que Paulo diz: “Mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido” (1 Co 7.2). O apóstolo indica o leito conjugal como única forma de evitar-se o relacionamento ilegítimo, seja usado o termo fornicação, impureza ou prostituição. Ou seja: para que não cometam impurezas sexuais, casem-se. Mais adiante (v.9) ele arremata: “Se não podem conter-se, casem-se; porque é melhor casar do que ficar ardendo em desejos [abrasar-se]”. Então, a única forma de darmos curso aos desejos sexuais é no matrimônio:

 “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula, pois aos devassos [os que se dão à prostituição] e adúlteros Deus os julgará” (Hb 13.4). Logo, se os namorados não se sentem seguros na guarda da virgindade; se não há como conter os impulsos sexuais, melhor será que se casem. 

   “Se não podem conter-se...” – Esta condição revela a obrigatoriedade da abstinência sexual antes do matrimônio. Com essas palavras Paulo adverte os solteiros da necessidade de continuarem virgens.  “Casem-se”– esta é a única forma de o crente satisfazer seus desejos sexuais. 

   Não se encontra na Bíblia nenhuma palavra que dê apoio a uma relação sexual fora do casamento.  O conselho do apóstolo é que as “viúvas mais jovens se casem, tenham filhos, administrem suas casas, e não dêem ao inimigo nenhum motivo para maledicência. Algumas, na verdade, já se desviaram, para seguir a Satanás” (1 Tm 5.14). Embora se saiba que o assunto diga respeito a um caso específico na igreja de Corinto, a ênfase está no aconselhamento para que se casem. 

   “Esta é a vontade de Deus para a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição; que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra; não no desejo da lascívia, como os gentios, que não conhecem a Deus” (1 Ts 4.3-5). Paulo compara a prostituição à lascívia. A palavra grega “epithymia” é traduzida com o significado de “desejo incontrolado” (Lc 22.15); “concupiscência” (Rm 1.24; 7.8; 13.14; Gl 5.16, 24; Ef 4.22; 1 Pe 4.3; 1 Jo 2.16,17), “inclinações da carne”,  (Ef 2.3), “paixões carnais e mundanas (Rm 6.12; 2 Tm 2.22; 3.6; Tt 2.12; 3.3).  E, como vimos anteriormente, “porneia é traduzida como “prostituição”, “imoralidade”, e “relações sexuais ilícitas”. Logo, não cabe o argumento de que a prostituição se refere tão somente ao comércio do sexo.

   Com o título “Padrões de Moralidade Sexual”, a Bíblia de Estudo Pentecostal assim se define em alguns  tópicos:

   “A imoralidade e a impureza sexual não somente incluem o ato sexual ilícito, mas também qualquer prática sexual com outra pessoa que não seja seu cônjuge. Há quem ensine, em nossos dias, que qualquer intimidade sexual entre jovens e adultos solteiros, tendo eles mútuo “compromisso”, é aceitável, uma vez que não haja ato sexual completo. Tal ensino peca contra a santidade de Deus e o padrão bíblico da pureza”.

   “O crente deve ter autocontrole e abster-se de toda e qualquer prática sexual antes do casamento. Justificar intimidade premarital em nome de Cristo, simplesmente com base num “compromisso” real ou imaginário, é transigir abertamente com os padrões santos de Deus.  É igualar-se aos modos impuros do mundo e querer deste modo justificar a imoralidade.  Depois do casamento, a vida íntima deve limitar-se ao cônjuge.  A Bíblia cita a temperança como um aspecto do fruto do Espírito, no crente, isto é, a conduta positiva e pura, contrastando com tudo que representa prazer sexual imoral como libidinagem, fornicação, adultério e impureza. Nossa dedicação à vontade de Deus, pela fé, abre o caminho para recebermos a bênção do domínio próprio: temperança (Gl 5.22-24)”. 

   “Fornicação (gr. porneia), descreve uma ampla variedade de práticas sexuais, pré ou extramaritais. Tudo que significa intimidade e carícia fora do casamento é claramente transgressão dos padrões morais de Deus para seu povo (Lv 18.6-30);20.11,12,17,19-21; 1 Co 6.18; 1 Ts 4.3)”.

   “A lascívia (gr. aselgeia) denota ausência de princípios morais, principalmente o relaxamento pelo domínio próprio que leva à conduta virtuosa. Isso inclui a inclinação à tolerância quanto a paixões pecaminosas ou ao seu estímulo, e deste modo a pessoa torna-se partícipe de uma conduta antibíblica (Gl 5.19; Ef4.19;1 Pe 2.2,18)”.

   O sexo livre, descomprometido, interessa ao diabo, que tenta por todos os meios invalidar o casamento instituído por Deus. O diabólico plano do Movimento Nova Era trabalha nesse sentido, pois ensina a criação de colônias ou núcleos onde todas as mulheres pertencem a todos os homens, e os filhos são criados pela comunidade.  Nos anos 60, os hippies deram o primeiro passo nesse sentido. 

   Devemos ser guiados não pelo ensino do sistema mundano, pelo deus deste século, pelo modus vivendidos devassos, incautos, incrédulos e inimigos da Palavra: “E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm 12.2).  O crente deve andar na contramão dos desobedientes. Tentar ajustar a Palavra aos nossos pecados é um sinal de rebeldia e falta de compromisso com Deus. Devemos, ao contrário, ajustar a nossa vida ao padrão da Palavra de Deus, como submissos à Sua soberana vontade. 

   “Não imitareis os costumes do Egito, onde habitastes, nem os da terra de Canaã, para a qual vos conduzo, nem andareis segundo os seus estatutos. Praticareis os meus juízos, e guardareis os meus estatutos, para andares neles. Eu sou o Senhor vosso Deus” (Lv 18.3-4).

   Sabemos que a depravação está sem limites; que as crianças, desde a tenra idade, passam a receber uma enorme carga de mensagens eróticas; que elas chegam aos doze, treze ou catorze anos com grande desejo de se iniciarem no sexo; sabemos que a televisão, principalmente – afora teatros, livros, revistas, danças e músicas profanas -, ensina e estimula o relacionamento sexual entre não casados. Mas sabemos também que já saímos do Egito; que as vestes do velho homem já caíram; que agora não somos nós que vivemos, mas Cristo vive em nós; que fomos resgatados por elevado preço para um viver santo; para que possamos dizer com Paulo:

   “A minha ardente expectativa e esperança é de em nada ser confundido, mas ter muita coragem para que agora e sempre, Cristo seja engrandecido no meu corpo, quer pela vida, quer pela morte, pois para mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro” (Fp 1.20-21). 


Fonte: http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/VidaAmorosa/SexoEntreNaoCasados-AECosta.htm
Leia Mais

Não nos demovamos do caminho correto, estreito - É preciso agir com determinação sempre...!

25/08/2014



É preciso agir com determinação na vida... 


Não podemos ficar em cima do muro ou indecisos a vida toda. Importa que sejamos pessoas corajosas e decididas. Quem dúvida, quem fica em dúvida acerca do que deve fazer, do que deve viver, de como deve viver e a quem deve amar, não faz nada na vida nunca, por não ter constância e firmeza no que faz...! 
(...porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte. Tiago 1:6)

Querida, não tendo muito em minha mente e coração para escrever hoje, decidi fazer um monte de coraçõezinhos pra ti, para que saibas o tanto que a amo:

♥ ♥ 
♥ ♥ 
♥ ♥ 
♥ ♥ 
 ♥ ♥ 
 ♥ ♥ 
 ♥ ♥ 
 ♥ ♥ thana Linda!


Amo muito essa princesa! 

Mas, é pouco ainda; então decidi que vou fazer mais pra ti:


 Que o nosso amor - lindo amor -, seja para nós como bálsamo, como azeite, como sombra para nós; que ele sempre esteja guardado por Deus, e que ele nos traga paz, confiança, segurança, determinação e alegria! 
- Te amo muito princesa; muito mesmo... 
Meus olhos ficam até querendo se encher de lágrimas às vezes quando estou pensando em ti (sempre penso em ti), por ter a graça e a oportunidade de poder te amar...! 







***

Por fim, quis mandar-te este texto, para que medites um pouco; para que sejas edificada na verdade da palavra do nosso Deus - e para que compreendas que as provações fazem parte do propósito de Deus para esta nossa vida que vivemos aqui; para que sejamos aperfeiçoados e desenvolvamos a perseverança, para que nossa fé seja provada e sejamos fortalecidos na esperança e no amor... - Boa leitura querida; e tenha uma ótima noite de sono na presença do nosso Senhor!

JOÃO 16:33 — NO MUNDO TEREIS AFLIÇÕES, MAS TENDE BOM ÂNIMO, EU VENCI O MUNDO Muitas vezes pensamos que a estrada da vida com Deus é toda plana, sem problemas, sem dificuldades, sem lutas e sem aborrecimentos. Achamos que só encontraremos flores, gramados verdes, alegria e paz. Mas, o que o Senhor Jesus nos disse foi: "No mundo tereis aflições". Ele não nos prometeu vida fácil e tranquila, mas, prometeu estar ao nosso lado e nos garantiu que sempre seremos vitoriosos.
A estrada da vida cristã foi muito difícil para os apóstolos, para os discípulos do Senhor, para o próprio Jesus. Todos tiveram necessidades, todos passaram por aflições, todos foram perseguidos. Não é e nunca será diferente para conosco. Não são poucos os avisos na Palavra de Deus: "Esforça-te e tem bom ânimo", "se a mim me perseguiram, também perseguirão a vós", "não temas que eu te ajudo", e assim por diante. 

Jesus venceu o mundo e nós também iremos vencer com Sua ajuda. 

“Combati o bom combate. Completei a carreira. Guardei a fé”. II Timóteo 4:07. 
Paulo quando pronunciou estas palavras ele já sabia que iria estar com a sua cabeça na guilhotina. Mas nada nos afastará do amor de CRISTO - nem mesmo a morte -; isso é que faz o Cristão seguir em frente mesmo em meio as mais densas trevas espirituais que cerca este planeta...!



***

Nós iremos vencer pelo Espírito do nosso Senhor querida! Fica tranquila, nunca vou te abandonar; eu te amo - e velarei por este amor sempre (aliás: não é só eu que velo - ou que zela por ele -, mas é o nosso bom e maravilho Deus...!) - Que Ele nos abençoe e nos proteja e nos ajude e nos guie sempre! Amém!

Te amo muitão linda! Para sempre! Nunca, nunca vou te abandonar - creia nisso!

***

Medite neste texto das Escrituras também querida, boa noite (fica com nosso Pai)...!

Filha, te amo, nunca vou te esquecer ou te abandonar - acredite!

Eis o texto do apóstolo Tiago: 

Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações;
Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência.
Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma.
E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada.
Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte.
Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa.
O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos.
Mas glorie-se o irmão abatido na sua exaltação,
E o rico em seu abatimento; porque ele passará como a flor da erva.
Porque sai o sol com ardor, e a erva seca, e a sua flor cai, e a formosa aparência do seu aspecto perece; assim se murchará também o rico em seus caminhos.
Bem-aventurado o homem que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.
Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta.
Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.
Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.
Não erreis, meus amados irmãos.
Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.
Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas.
Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.
Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus.
Por isso, rejeitando toda a imundícia e superfluidade de malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar as vossas almas.
E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.
Porque, se alguém é ouvinte da palavra, e não cumpridor, é semelhante ao homem que contempla ao espelho o seu rosto natural;
Porque se contempla a si mesmo, e vai-se, e logo se esquece de como era.
Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecediço, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito.
Se alguém entre vós cuida ser religioso, e não refreia a sua língua, antes engana o seu coração, a religião desse é vã.
A religião pura e imaculada para com Deus e Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo.


Tiago 1:2-27



Leia Mais